domingo, 22 de abril de 2018

Super Engenho entrega veículo zero km na noite deste sábado

Neste sábado, dia 21, o Supermercado de Caçapava do Sul, Super Engenho, realizou diversas promoções aos seus clientes e uma programação festiva, com shows e mateada.
Mas o momento mais esperado por milhares de caçapavanos que são clientes do Super Engenho, era o sorteio o veículo zero km, Fiat Mobi, onde desde o ano passado cada cliente que comprasse mais de R$ 50,00, teria direito a um cupom para concorrer a este veículo.
O sorteio que estava marcado para as 20h deste sábado, ocorreu normalmente em frente a loja e reuniu centenas de pessoas para acompanhar quem seria o vencedor. com isso, com a supervisão dos diretores da empresa, Guilherme Frighetto, Giovani Frighetto e Virgínia Aguiar  Frighettoque, a caçapavana Rafaela Castilhos foi a grande vencedora do Fiat Mobi, onde recebeu a chave do veículo das mãos dos diretores da empresa.
A Cantora caçapavana,Franciele Mello, foi uma das atrações durante a noite no Super Engenho, com um show antes e depois do sorteio do carro. Franciele venceu no último final de semana um dos maiores festivais de música Gospel do Brasil, Lup Musical. O evento foi animado também por Juan Winz e Grupo, de Santana do Livramento

sábado, 21 de abril de 2018

Já está rolando a bola no Macedão pela Copa Caçapavana de Futebol 8

Começou neste sábado, dia 21, a 1º edição da Copa Caçapavana de Futebol 8, promovida pela Escola de Futebol Bola na Rede. O evento está sendo realizado no Estádio Municipal Aristides Dias de Macedo (Macedão), e terá continuidade no domingo, dia 22.
o evento foi atrasado por algumas horas, devido a forte chuva que caiu em Caçapava do Sul durante toda a manhã de sábado, mas as 15h, a bola começou a rolar no estádio. Conforme a equipe organizadora, mais de 200 jogadores vão participar da competição.
A Copa Caçapavana está sendo disputada nas categorias Sub-9 e Sub-11. Além da Escola de Futebol Bola Na Rede, que é a promotora do evento, estão participando as equipes: S.C. Internacional Escola Rubra (Porto Alegre/RS), Esporte Clube Juventude (Caxias do Sul/RS), Esporte Clube Novo Hamburgo (Novo Hamburgo/RS) e CMD (Caçapava Do Sul/RS).
O coordenador do evento é o diretor da Escola de Futebl Bola na Rede, Rafael von Muhlen, com o apoio de profissionais do esporte, Poder Público (Câmara e Prefeitura) e empresários. 

Segunda edição do Fenartchê encerra neste domingo em Caçapava do Sul

Neste sábado, dia 21, teve início no ginásio de esportes "Melão", em Caçapava do Sul, mais uma edição do Festival Estadual Nativista de Arte (Fenartchê), reunindo mais de 50 CTGs, entidades e escolas em um grande concurso de danças tradicionais do RS.
O evento encerra neste domingo, dia 22, com a divulgação dos vencedores nas diversas modalidades que integram o Festival, como declamação, intérprete solista vocal, danças gaúchas de salão, chula e as nossas lindas danças tradicionais, que devem movimentar até o final mais de 700 participantes em todas as modalidades.
O evento é organizado pela Associação de Trovadores Rui Freitas, que está reunindo dançarinos e entidades de todas as regiões do Estado. Durante a tarde de sábado, estiveram presentes no evento, o Presidente da Câmara, Marquinhos Vivian e o Secretário de Cultura e Turismo, João Thimoteo Machado.

Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda-feira

Prevenção segue sendo o melhor remédio. Este foi o recado das autoridades para a população durante o lançamento oficial da campanha de vacinação contra a gripe, que começa na segunda-feira (23) e vai até 1º de junho. Durante o período, as vacinas estarão disponíveis em todos os postos de saúde do estado, gratuitamente. A cerimônia foi no Palácio Piratini, com a presença do governador José Ivo Sartori, da primeira-dama Maria Helena Sartori e do secretário da Saúde Francisco Paz.
Segundo a Secretaria da Saúde, 3,6 milhões de gaúchos fazem parte do público-alvo. São pessoas que tem mais chances de desenvolver quadros graves de gripe Influenza. A meta é imunizar pelo menos 90% dos seguintes grupos:
- Idosos com 60 anos ou mais;
- Crianças de 6 meses a 5 anos;
- Gestantes;
- Mães até 45 dias após o parto;
- Trabalhadores da área da Saúde;
- Povos indígenas;
- Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estejam cumprindo medidas socioeducativas;
- População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional;
- Professores das escolas públicas e privadas.
Como acontece todos os anos, a campanha vai ter um Dia D, para aumentar a mobilização. Será no dia 12 de maio, um sábado, quando os postos de saúde ficarão abertos. Mas a recomendação da SES é para se vacinar o quanto antes, já que a proteção leva cerca de dez dias para começar a fazer efeito. O Rio Grande do Sul já recebeu do Ministério da Saúde 37% das 4 milhões de doses previstas. Os lotes recebidos já foram repassados aos municípios.
VACINA SEGURA
Durante o lançamento, representantes de alguns grupos do público-alvo receberam a vacina, como crianças, idosos, gestantes e profissionais da Saúde. O governador, a primeira-dama e o secretário de Saúde estavam entre eles. Sartori destacou a importância da prevenção. “A vacina é a melhor estratégia disponível para a proteção contra uma série de doenças graves. A gripe é uma dessas doenças que podem ser prevenidas pela vacina ou ter suas graves consequências reduzidas. Os números comprovam isso. Em 2016, o Rio Grande do Sul registrou 1.380 casos e 215 mortes. Em 2017, foram 439 casos registrados e 48 mortes. Este ano, até o início deste mês, houve sete casos registrados e nenhuma morte. Isso é resultado também da imunização”.
O secretário Francisco Paz explicou que a vacina não é só uma proteção pessoal. “Não temos como vacinar toda a população, infelizmente. Mas, vacinando os grupos de risco, reduzimos consideravelmente a circulação do vírus entre a população inteira. Protegemos toda a população”.
Paz também reforçou que a vacina é segura: “Existem boatos, mas a população precisa ficar tranquila. A vacina da gripe não faz mal. As únicas reações que ela pode dar são dor e vermelhidão no local da picada e talvez um pouco de febre. As únicas pessoas que tem restrição são as alérgicas ao ovo”.
A vacina é segura e produzida por vírus mortos e fragmentados, ou seja, não há o risco de causar gripe nas pessoas. Ela protege contra três tipos de gripe Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. A dose precisa ser renovada a cada ano, ou seja, mesmo quem se vacinou ano passado, deve se vacinar novamente.
SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA NO ESTADO
Mesmo antes do início do inverno, o Rio Grande do Sul já apresentou alguns casos confirmados de hospitalizações por gripe Influenza. Até o último informativo epidemiológico (com dados até o último dia 9de abril), já haviam sido registrados sete casos no RS. Desses, quatro foram do tipo A (H3N2), outros dois do tipo B e um do tipo A (H1N1). Não houve, até o momento, casos de morte por gripe.
Os números estão abaixo dos registrados em 2017, quando, no mesmo período, já tinham sido confirmados 15 casos no total e uma morte. O ano passado fechou com 439 casos de Influenza e 48 mortes, conforme descrição abaixo:
Influenza A (H1N1): 1 caso / zero morte
Influenza A (H3N2): 301 casos / 30 mortes
Influenza A (não subtipado): 31 casos / 3 mortes
Influenza B: 106 casos / 15 mortes
TRATAMENTO E PREVENÇÃO
Ao lado da vacinação, o tratamento e a prevenção são os eixos que compõem o tripé do enfrentamento à Influenza. A chamada etiqueta da gripe é uma medida simples, porém importante para evitar a disseminação da doença. Entre os cuidados que se destacam, está a proteção da boca e nariz ao tossir e espirrar, cobrindo-os, de preferência, com a dobra do cotovelo, evitando o uso das mãos. Também é importante lavar as mãos com frequência, com água e sabão ou álcool em gel, e evitar locais com aglomeração de pessoas, se estiver com os sintomas.
Para o tratamento, a recomendação é procurar atendimento médico se tiver sinais de febre, dor de garganta, dor de cabeça, dor nas articulações ou dor muscular. O antiviral Oseltamivir, de nome comercial Tamiflu, está disponível em todo o estado gratuitamente. Usá-lo no início dos primeiros sintomas da gripe é fundamental para impedir o agravamento dos casos.



Texto: Vanessa Felippe
Edição: Léa Aragón/ Secom

Duas pessoas morrem carbonizadas em grave acidente em São Sepé

Um acidente no inicio da manhã deste sábado, 21 de abril, na BR 392, em São Sepé envolvendo uma carreta de Santa Catarina e um carro com placas de São Sepé, deixou duas pessoas mortas e uma ferida.
A carreta seguia no sentido São Sepé/Santa Maria e o carro no sentido contrário, quando ocorreu a colisão frontal. Com o impacto os dois veículos pegaram fogo e tiveram saída de pista.
Duas pessoas que estavam no carro morreram carbonizadas. O motorista do caminhão que estava em chamas conseguiu sair e foi socorrido por um outro colega que vinha logo atrás.
As duas vítimas fatais seriam de São Sepé, mas a polícia aguarda pela perícia, pois os corpos ficaram carbonizados. Uma identidade foi encontrada pela policia fora do veículo incendiado. A polícia  também busca contato com os familiares para só após liberar os nomes. O caminhoneiro foi levado para atendimento no hospital Santo Antônio em São Sepé.
O trânsito está interrompido nos dois sentidos. Bombeiros, Brigada Militar, PRF e SAMU estão atendendo a ocorrência.